| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Divulgação de sites e eventos
Desde: 27/01/2009      Publicadas: 218      Atualização: 21/11/2017

Capa |  Ciências  |  Curiosidades  |  Direito e deveres  |  Esportes  |  Fatos marcantes  |  Leitura  |  Moral e ética  |  Mundo invisível  |  Natureza  |  Nota do autor  |  POESIA  |  Polêmico  |  Reflexão


 POESIA

  14/11/2017
  0 comentário(s)


Enquanto houver fé...

Louvor aos Orixás.
Umbanda

 

 

Dia 15 de Novembro a Umbanda comemora 109 anos de fundação. É uma data festiva para os devotos do Axé.
Este texto traduz a esperança em dias de paz e fé.
------------------------------------------------------------------------
Quando há tambor...Eu permaneço na fé.
 
Eu bato palmas sim senhor...
 
Eu canto em seu louvor, bato cabeça no congá.
 
Peço licença pra saudar,,,
 
Saúdo aos senhores guardiões...e todos os irmãos
 
Que vieram trabalhar.
 
Eu agradeço Babá... e à todo orixá ...
 
Povo do Congo e Angola, que na Umbanda vou louvar.
 
Salve Oxum, Iasã e Iemanjá,
 
Salve Nanã, Omulú e Oxalá.
 
Salve a mata e o rio... Ogum, Xangô e Iofá
 
Na luz da minha fé.
 
Salve Umbanda querida Luz da minha vida...
 
mesmo quando não há tambor...Eu permaneço de pé.
 
Eu bato palmas sim senhor...
 
Eu canto e giro em seu louvor.
 
Peço licença pra saudar,,,
 
Eu saúdo aos guardiões...e todos os meus irmãos
 
Que vieram trabalhar.
 
Eu peço a bença à Babá... e à todo orixá,
 
que na Umbanda há de me ajudar.
 
Salve Oxoce , e os caboclos,
 
Juremá, Iasã e Exú... que vieram trabalhar.
 
Salve o Cruzeiro das Almas
 
Salve as horas que são
 
Salve Cosme Damião. Salve a Pomba da Paz.
 
(Autor : Caboclo Gira Mundo)






Capa |  Ciências  |  Curiosidades  |  Direito e deveres  |  Esportes  |  Fatos marcantes  |  Leitura  |  Moral e ética  |  Mundo invisível  |  Natureza  |  Nota do autor  |  POESIA  |  Polêmico  |  Reflexão
Busca em

  
218 Notícias